A TEGMA é fruto de uma somatória de conhecimento e expertise, adquiridos da fusão de diversas empresas, resultando num dos maiores operadores logísticos do Brasil, que atua em diversos setores e é líder em um deles – o transporte de veículos zero-quilômetro para a indústria automotiva.

A companhia iniciou suas atividades em 1969 com a Sinimbu, atuando no transporte de veículos zero-quilômetro e dando início a uma longa tradição no setor.

A primeira ampliação de atividades veio em 1998, com a fusão com a Axis e o Grupo Coimex, e a incorporação das transportadoras Schlatter e Transfer. Com isso, a empresa reforçou sua performance no mercado de transporte de veículos zero-quilômetro.

Em 2001, a companhia adquire a Translor Veículos, divisão outbound da Ryder do Brasil. Em 2002, passa a adotar o nome TEGMA, após a compra da participação da Axis.

Em 2007, a TEGMA adquire integralmente a Boni/Gatx – especializada no transporte dos setores químicos e petroquímicos, home and personal care, de papel e celulose, suco de laranja, combustíveis e produtos resfriados e frigorificados – e a Coimex Logística Integrada (CLI). Com a CLI, a empresa passa a operar em todas as fases da cadeia logística, com soluções de armazenagem – inclusive alfandegada – consolidação e distribuição de mercadorias para diversos setores.

Em julho deste mesmo ano, a TEGMA abriu seu capital na Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA), na categoria Novo Mercado, que possui o mais alto nível de Governança Corporativa. Hoje cerca de 48% do capital social da companhia pertencem aos investidores em bolsa.

Em 2008, a TEGMA adquiriu as operações da CTV (Cooperativa dos Transportadores de Veículos), ampliando sua atuação para as regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil.

Em 2010, a empresa estreou na atividade de operador logístico em zonas primárias de portos por meio de operações voltadas para gestão de pátios e movimentação de veículos no Porto de SUAPE, em Pernambuco.

Em 2011, adquiriu a DIRECT e entrou no mercado de encomendas e distribuição do e-commerce. De 2011 a 2014, sob a gestão da Tegma, a Direct cresceu 12,5% e se consolidou como a melhor e maior empresa privada brasileira no setor.

Em 2014, a operação foi vendida para o maior varejista de e-commerce e principal cliente da DIRECT, a B2W.

Com a experiência na Direct, a Tegma incorporou a sua lista de competências, entre outras habilidades, a capacidade de operar com centenas de milhares de pacotes por dia, na mais intensa e dinâmica operação de cross docking da logística privada do país.

Fechar
Login para clientes

Selecione ao lado o link de seu interesse e faça o seu login: